não deixe a sua mente trabalhar contra você

Spread the love

O fato de autossabotar acaba sendo um “mecanismo de autoproteção” para justificar a fantasia de empecilhos ou obstáculos que venham a comprometer o inicio, meio e fim de um projeto pessoal ou profissional. É importante levar em consideração que existem outros fatores que contribuem para a autossabotagem como, por exemplo, a autoestima baixa, o costume em realizar ações de curto prazo e a falta de coragem.

No âmbito profissional, às vezes, agimos de forma inconsciente, o que implica em sabotar a realização dos nossos sonhos, projetos, desenvolvimento e conquistas.

O profissional autossabotador utiliza inúmeras desculpas para justificar a sua “saída do trilho”, interrompendo algo que havia programado antes de sua conclusão. Sua satisfação pessoal está relacionada com sua permanência na zona de conforto, preferindo desistir com “justificativa” ao invés de agir e concluir os seus projetos.

A vida é curta. Não se prejudique. Trabalhe a seu favor! Deixe de ser um autossabotador e se torne um protagonista da sua própria história. Procure concluir o que o seu cérebro programa, contudo, seja coerente, você precisa conhecer as suas limitações (autoconhecimento). Se necessário, solicite auxilio de um profissional.

Programou-se para ler um livro? Conclua-o!

Precisa fazer um curso ou treinamento? Faça!

Tem um projeto com prazo para entrega? Cumpra-o!

Estipulou uma meta? Realize-a!

Compromisso com hora marcada? Cumpra-o!

Se recompense com cada avanço (automotivação). Saiba que o seu “ego” precisa ser “massageado”, estimulado. Isso torna-se imprescindível para que você continue a sua trajetória até o fim.

Portanto, não deixe que a “justificativa injustificada” adie a realização dos seus planos, metas, sonhos e conquistas.

Procure estar com pessoas que incentivem a realização dos seus projetos, sendo eles pessoal ou profissional. Não tenha medo de tentar. Mantenha o foco com pensamento positivo e concretize o que venha a combinar consigo mesmo. Lembre-se: ninguém fará o que deve ser feito por você.

Dica: Para cada projeto, busque listar as causas e consequências para sua realização ou não realização.

Causas (a razão ou motivo que explica ou justifica um ato, acontecimento ou ação)

Consequência (é o resultado positivo ou negativo de uma determinada ação).

Dessa forma, você perceberá que para cada causa haverá consequências. A escolha é sua. Boa sorte!

Cassiano Yoshimine.

Source

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *