Saiba como entender as experiências e utilizá-las ao seu favor

Spread the love

Tudo em nossa vida tanto profissional quanto pessoal é feito de experiência. É através dela que nos tornamos mais maduros, mais preparados para os desafios e desenvolvemos persistência e resiliência para enfrentar obstáculos e situações adversas. Estas experiências, porém, podem ser extramente positivas ou extramente negativas, dependendo de como você as interpreta, como você decodifica aquela mensagem, pois, não se engane, cada experiência lhe traz benefícios mesmo que esta seja um fracasso na seleção que você participou.

Experiência leva à melhora, leva ao desenvolvimento, leva ao saber onde errou e poder desenvolver-se naquilo, reconhecer suas falhas e procurar meios para que você se torne um profissional mais completo, seja numa dinâmica de grupo, entrevista individual ou até mesmo nos testes online.

Mas como vou saber se errei se muitas empresas não dão feedback no seu processo seletivo?

Procure realizar uma auto-análise: quais seus pontos fortes e os pontos a desenvolver; entenda quem é você e onde quer chegar; analise o que a empresa espera de você, pois, cada empresa possui um perfil de profissional, possui cultura organizacional, valores que considera importantes diferente, logo, estude a empresa na qual você gostaria de tentar realizar o processo seletivo, como são os profissionais que trabalham na mesma, quais os valores, quais as habilidades necessárias. Se você se encaixa neste perfil tente, no entanto, caso você tenha que fingir ser algo que não está na sua natureza, em algum momento do processo você não conseguir desenvolver este papel.

E por que a experiência é importante? Porque algumas habilidades não conseguimos encontrar em livros, sites ou quaisquer bibliográficas, apenas aprendemos na ação, realizando seleções mesmo, não pense que todos os que estão nas melhores empresas nunca receberam um não e até mesmo os grandes empreendores como por exemplo Jack Ma, fundador do gigante do comércio eletrônica “Alibaba” que em uma de suas entrevistas contou: “Falhei muitas vezes, fui rejeitado em uns trinta empregos. Tentei uma vaga na polícia, não me quiseram. Quando o KFC chegou à China, tentei um emprego lá. Eles entrevistaram vinte e quatro pessoas e contrataram vinte e três. Eu fui o único que ficou de fora. Tentei entrar em Harvard dez vezes. Em todas fui rejeitado. Eu sei ser rejeitado” (EXAME, 2015), ou seja, a experiência negativa que ele teve o proporcionou forças e desenvolvimento de resiliência para poder ser o que ele conseguiu ser hoje.

Em suma, seja persistente, tente seu máximo, busque desenvolver-se, acredite em si mesmo, crie networking e procure entender como tudo funciona, analise, olhe com outros olhos e escute opiniões inteligentes sobre coisas comuns para que você possa ver além dos seus concorrentes e chegar ao topo da sua pirâmide de Maslow, a auto-realização.

Source

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *