Saiba mais sobre as possibilidades do Google Ads

Spread the love

O Google Ads, antes chamada de Adwords, é o sistema de publicidade online do Google. Ou seja, o sistema permite que as marcas apareçam em destaque. Especialmente em pesquisas são feitas nas buscas, em peças gráficas de site e blogs segmentados e naqueles comerciais de cinco segundos do YouTube.

Como funciona o sistema?

O primeiro passo após é definir a meta, que aparece após você clicar em “nova campanha”.

Quando você passa o mouse em cada meta, o sistema indica as opções para você ou seu cliente impactar potenciais clientes. Os tipos de anúncios são:

  • Campanha de pesquisa
  • Rede de Display (banners em sites e blogs selecionados)
  • Campanha de shopping
  • Campanha de vídeo (para YouTube)
  • Campanha para apps (banner em aplicativos)

A seguir, você acompanha quais destas opções são úteis para o seu objetivo de campanha.

Campanha de pesquisa

Esta opção deixará o anúncio em destaque, acima do primeiro resultado da pesquisa realizada pela pessoa. Portanto, bem visível aos olhos da pessoa para entrar em contato com a empresa.

Ele é ideal para quem oferece serviços que resolvem necessidades específicas que surgem em determinado momento do público. Ou seja, está cada vez mais comum a busca por marceneiros, encanadores e outros cargos quando for preciso.

Ao escolher Rede de Pesquisa, é possível escolher o destino da campanha.

  • Visitas ao site
  • Ligações telefônicas
  • Visitas à loja
  • Downloads do aplicativo

Rede Display

É a forma ideal de exibir sua campanha em grandes sites, blogs e até no YouTube (através daqueles banners próximo à linha do tempo do vídeo).

Ou seja, é a chance das suas peças aparecerem em sites que tenham afinidade com sua área de atuação.

Ao clicar nesta opção, portanto, o Google Ads vai perguntar quais destas opções você deseja:

  • Campanha padrão de display:você escolhe configuração, define as segmentações e conta com certa automação para rodas os anúncios.
  • Campanha inteligente de display:a campanha será otimizada baseada no desempenho da mesma e o interesse despertado pelo público.
  • Campanha do Gmail:para caso queira que o anúncio interaja com usuários que estejam lendo seus e-mails. Ou seja, vai aparecer naquele topo destacado no Gmail.

O formato da campanha pode ser em texto, imagem e vídeo.

Campanha de shopping

Com o isolamento social provocado pelo novo Coronavirus, Google Shopping é uma ótima opção de venda para o Google Ads em 2020. Ou seja, é a oportunidade de criar vitrine virtual com seus produtos.

Esta opção é mais indicada, portanto, para quem possui e-commerce.

Campanha para Youtube

Segundo as tendências do Google, 40% do público afirmou que passou mais de 3 horas do dia assistindo ao YouTube. Ou seja, como o site de vídeos se tornou companheiro durante o distanciamento social, a tendência é a média se manter a longo prazo.

Além disso, os anúncios pre-roll (aqueles que aparecem antes do vídeo começar) são ótimos para objetivos institucionais (tornar a marca mais conhecida) e até mesmo para conversão, onde o botão saiba mais aparece para quem assistiu até o final.

Campanha para apps

Você já deve ter percebido banners rolando em determinados espaços dos aplicativos, como Duolingo. E geralmente é de alguma marca ou produtor de conteúdo que você interagiu.

Para estratégia de Google Ads em 2020, esta pode ser uma alternativa para se destacar da concorrência. Afinal, quem costuma anunciar vai pelo caminho tradicional e aqui você certamente terá menos disputa de peças.

Configurações

Se você já tem noção ou vai começar a estudar a plataforma, certamente vai perceber que é necessário planejar alguns itens que são essenciais para quase todos tipos de campanhas.

Nome da campanha: como você deve imaginar, o nome facilita a localização no painel das campanhas ativas. Vale adotar, portanto, um método que seja útil. Exemplo: campanha Dia Mundial do Meio Ambiente para pessoas de 24 a 34 anos. O nome pode ser meioambiente-24-34.

Configurar grupos de anúncios: uma campanha é composta de um grupo de anúncios. Ou seja, se a campanha é sobre o Meio Ambiente, ela pode ser formada por grupo de anúncio voltado para 24 a 24 anos e ter outro grupo para alcançar profissionais de Biologia.

Local: certamente uma das principais áreas. Você pode desperdiçar dinheiro se deixar rodando o Brasil inteiro quando na verdade a campanha é apenas para a sua cidade.

Público-alvo: é aqui que determina toda a segmentação necessária para o anúncio alcançar as pessoas ideias para a marca.

Orçamento: outro campo que precisa ser feito com cautela. Pois já vi algumas pessoas se queixando com o valor cobrado. Para evitar isto, defina o preço diário e verifique a data de veiculação. Se não definir a data de término e ele estiver no vitalício, ele continuará consumindo o preço diário até você encerrar manualmente.

Remarketing

É uma estratégia que é ignorada por muitos tanto no Facebook quanto no Google. Mesmo assim, ela é uma forma de recuperar uma compra.

Ou seja, impactar novamente quem entrou na página de vendas e não concluiu a compra por algum motivo.

É importante configurar no Tag Manager o Remarketing e colar o código-fonte no seu site. Após isso, faça a integração junto com ao Google Ads.

Fonte: Blogcitário

Grupo Studio

Source

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *